Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023
InícioFestivaisBerlimBerlinale e a adolescência: cineastas escolhem clássicos

Berlinale e a adolescência: cineastas escolhem clássicos

Quando se encara uma mostra de filmes de amadurecimento (coming of age), será difícil ignorar um clássico como Fúria de Viver/Rebel Without a Cause, assinado por Nicholas Ray, em 1955, com James Dean no pico da sua fama partilhando a angústia ao dizer: “se eu tivesse um dia em que não estivesse todo confuso, e não tivesse de sentir que tinha vergonha de tudo. Se sentisse que pertencia a algum lugar, estás a ver? Então…” Quase 70 anos mais tarde, estas palavras conservam todo o seu vigor e actualidade. E foram inspiradoras para que diversos cineastas procurassem diferentes repercussões no cinema.

Este ano a secção retrospectiva da Berlinale Classics, e da Deutsche Kinemathek, encara os filmes sob o ponto de vista da adolescência e do crescimento com o programa Young at Heart – Coming of Age at the Movies. Escolhido por cineastas e actores conhecidos, como Pedro Almodóvar, Tilda Swinton, Wes Anderson, Juliette Binoche, Ethan Hawke, Céline Sciama, Sergei Loznitsa ou Alice Diop, entre muitos outros. Cada um escolheu o seu filme favorito ‘coming of age’.

Para já, a lista integra os primeiros 8 títulos, e será complementada no dia 23, com os restantes. Terá ainda outros filmes numa secção alternativa. Com a particularidade de serem todos filmes recentemente restaurados ou digitalizados.

Esta a lista das personalidades do cinema envolvidas: Maren Ade, Pedro Almodóvar, Wes Anderson, Juliette Binoche, Lav Diaz, Alice Diop, Ava DuVernay, Nora Fingscheidt, Luca Guadagnino, Ryūsuke Hamaguchi, Ethan Hawke, Karoline Herfurth, Nadine Labaki, Nadav Lapid, Sergei Loznitsa, Mohammad Rasoulof, Céline Sciamma, Martin Scorsese, Aparna Sen, M. Night Shyamalan, Carla Simón, Abderrahmane Sissako, Tilda Swinton, Wim Wenders, Jasmila Žbanić.

“Depois de dois anos de pandemia, todos nós nos sentimos como uma personagem à procura do seu lugar, do seu amadurecimento”, referiu Carlo Chatrian, do director artístico no comunicado oficial. “Já não somos o que éramos e não sabemos o que iremos ser. O lado bom é que estes filmes tornam esse lado de incerteza em divertimento pelo que há-de vir. É um sentimento que queremos partilhar com este conjunto de filmes de várias paragens e tempos.”

Eius a Lista de filmes:

Guess Who’s Coming to Dinner, de Stanley Kramer, com Spencer Tracy, Sidney Poitier, Katharine Hepburn, EUA (1967)

Mapantsula, de Oliver Schmitz, com Thomas Mogotlane, Marcel Van Heerdan África do Sul, Austrália. Reino Unido (1988)

Naked Lunch, de David Cronenberg, com Peter Weller, Judy Davis, Ian Holm, Julian Sands, Reino Unido, Canadá (1991)
Berlinale Classics | World premiere

Romeo und Julia auf dem Dorfe (Romeo and Juliet in the Village), de Valerien Schmidely, Hans Trommer, com with Margrit Winter, Erwin Kohlund, Suíça (1941)

Sogni d’oro (Sweet Dreams), de Nanni Moretti, com Nanni Moretti, Dario Cantarelli, Nicola Di Pinto, Itália (1981)

Szürkület (Twilight), de György Fehér, com with Péter Haumann, János Derzsi, Judit Pogány, Hungria (1990)

A Woman of Paris, de Charles Chaplin, com Edna Purviance, Adolphe Menjou, Carl Miller, EUA (1923)

Yoru no Kawa (Undercurrent), de Kōzaburō Yoshimura, com Fujiko Yamamoto, Ken Uehara, Japão (1956)

Paulo Portugal
Paulo Portugal
Insider Cinema, festivais, entrevistas e críticas. E algo mais.
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments