Quinta-feira, Agosto 18, 2022
Google search engine
InícioFestivaisKVIFF: Drama social iraniano-canadiano 'Summer With Hope' vence Globo de Cristal

KVIFF: Drama social iraniano-canadiano ‘Summer With Hope’ vence Globo de Cristal

Espanhol Jonás Trueba vence Prémio Especial do Júri, com Tenéis que venir a verla/You Have To Come and See It. Cineasta checa Beata Parkanová vence prémio de Melhor Realização, com Word/Slovo. 

Foram divulgados ontem, dia 9, os vencedores da 56ª edição do Karlovy Vary Internacional Film Festival, que decorreu naquela cidade termal desde o passado dia 1. E o prémio mais importante do festival, o Grand Prix – Cristal de Ouro, foi entregue ao filme canadiano Summer with Hope, da iraniana Sadaf Foroughi, que vive em Montreal. Trata-se de um drama social sobre o pacto entre dois homens que lutam esforços para superar o poder das autoridades locais e reprovação em seu redor. No seu discurso de agradecimento, Foroughi sublinhou que “vivemos num mundo cheio de violência de discriminação. Espero que as nossas histórias tragam paz e tranquilidade”.

Realizador Jonás Trueba, Produtor Javier Lafuente e actor Vito Sanz – Tenéis que venir a verla, Prémio Especial do Júri

O segundo prémio, o Prémio Especial do Júri foi para o filme espanhol You Have to Come and See It, de Jonás Trueba, uma história em redor de dois casais durante um encontro na casa de um deles nos arredores de Madrid. Oportunidade para partilhar inquietudes e pensamentos filosóficos dentro de conto um existencial com pouco mais de uma hora. Bem diferente, de resto, do filme anterior, com Quién lo impede?, com quase quatro horas de duração, exibido o ano passado em San Sebastian (e que tem até uma saborosa incursão com um filme da portuguesa Rita Azevedo Gomes), isto apesar de termos tido uma outra conversa com ele, meses antes, também durante a edição do KVIFF, do ano passado, a propósito do filme La Virgem de Agosto, mostrando-nos para onde vai o verão, um filme sobre a busca de identidade, como revelou na nossa entrevista.

The Word/Slovo: prémio Melhor Realização e Melhor Actor

Merece referência ainda o muito conseguido filme checo The Word/Slavo vencedor de dois prémios: o de melhor realização para Beata Parkanová e o de Melhor Actor para Martin Finger, tremendo e seguríssimo no papel do notário de uma pequena cidade checa que recusa alinhar-se com as directivas do Partido Comunista local. Isto em pleno período reformista, acabando por enfrentar o peso do sistema, durante esse ano de 1968 que acabaria pela invasão soviética.

Relativamente ao prémio de interpretação feminina, foi para as duas actrizes Mariam Khundadze and Taki Mumladze, no filme georgiano A Room of My Own, também autoras do guião sobre duas jovens que lutam contra o preconceito na capital Tbilisi.

Competição Proxima distingue documentário checo

Art Talent Show vencedor do 1º edição da secção Proxima

O documentário checo Art Talent Show, do Adela Komrzý e Tomáš Bojar foi o vencedor na competição Proxima, a que substitui a secção East of the West, em parte motivado pelo afastamento das produções russas. Aqui se acompanham os exames de talentos artísticos na Academia de Belas Artes checa. O Prémio Especial do Júri foi atribuído à produção hispano-argentina La Pietà, do cineasta Eduardo Casanova. Por fim, uma menção especial para The Uncle, de David Kapac and Andrija Mardesic. Finalmente, o palmarés conclui-se com o Prémio do Público que foi para o documentário sobre a banda rap PSH Neverending Story. A 57ª edição do KVIFF realização de 30 de Junho a 8 de Julho de 2023.

Paulo Portugal
Paulo Portugal
Insider Cinema, festivais, entrevistas e críticas. E algo mais.
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments