Início Festivais Karlovy Vary 50 anos depois ‘Apollo 11’ leva-nos a nova viagem à Lua

50 anos depois ‘Apollo 11’ leva-nos a nova viagem à Lua

0
50 anos depois ‘Apollo 11’ leva-nos a nova viagem à Lua

Como é possível que 50 anos depois a mais incrível aventura humana possa ser ainda alvo de uma experiência quase tão intensa como a vivida em 1969? Essa perspetiva ganha folego (e levita-nos mesmo!) graças ao assombroso efeito das imagens de arquivo de magnífica qualidade em 70mm recentemente reveladas pela NASA e que nos revelam momentos inéditos nas imediações do Cabo Canaveral antes da descolagem da missão Apollo 11. Em parte é esser fascínio de viajar meio século no tempo e perceber como essa realidade nos assalta em todos os pormenores graças a esse impressionante poder imagético fazendo-nos reviver esta aventura de nove dias com mais intensidade que um thriller de suspense dos nossos dias.

Ao longo dos tempos foram-se banalizando expressões como o famoso sound byte “a giant leap for mankind”, as imagens granuladas e gastas da primeira pegada, os astronautas, a bandeirinha americana a reivindicar a façanha, numa resenha de memorabilia universal que cristalizou esse momento para a eternidade. Talvez por isso, um novo confronto com esta hiper realidade integralmente relatada no presente, como se estivessemos a seguir este evento do século XX pela primeira vez, nos devolva alguma frescura e permita até que o déjà vu, ou pelo menos o déjà known, não seja limitador da melhor experiência.

Seja como for, estes 93 minutos são o resultado habilmente selecionado do acervo de agora revelado de imagens inéditas e milhares de horas de áudio que acompanham toda esta jornada, incluindo ainda o material filmado por Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins, o tripo de tripulantes da missão Apollo 11. Por fim, honra seja feita ao realizador Todd Douglas Miller (cujos créditos se reduzem a pouco mais que o docmentário Dinosaur 13) pela eficácia da montagem e por se remeter a uma função essencialmente reveladora e não de se colocar em bicos de pé e manter alguma pureza das imagens que dispensam qualquer talking head. No fundo, um filçme companheiro de Primeiro Homem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui