Sábado, Dezembro 3, 2022
InícioFestivaisCannesCannes: Hoje há zombies (e bebés!) à solta na Croisette

Cannes: Hoje há zombies (e bebés!) à solta na Croisette

Os zombies estão a chegar a Cannes. Quando se iluminarem na tela as primeiras imagens do filme de abertura The Dead Don’t Die, também o primeiro em competição, o terror insólito reabre as portas de Cannes ao americano Jim Jarmusch, já aqui premiado por diversas vezes, e inúmeras vezes presente na seleção para a Palma de Ouro. O mesmo se passa com o cast de personagens da pequena cidade do interior dos EUA invadida por zombies. Adam Driver, Tilda Swinton, Bill Murray e Chloé Sevigny, entre outros, são chamados para lidar com um eminente banho de sangue.

Nessa altura, estarão até, porventura, apaziguados grande parte dos temas que foram animando conversas e motivaram algum barulho na imprensa, tal como a renovada ausência do festival da Netflix, Amazon e de outros parceiros das plataformas streaming; ou ainda as alterações ao horário das sessões de imprensa, como forma de evitar algum buzz negativo antes da equipa do filme, e até mesmo uma greve de taxistas que afetou bastante as chegadas ao aeroporto em Nice, no final da manhã desta terça-feira, início da 72ª edição do festival de Cannes. Enfim, já está tudo normal.

Mais inesperada é a incrível medida que permite o acolhimento das crianças dos profissionais do cinema que assim podem trazer os rebentos para o festival. Assim, para além do baby lounge, dentro do Palácio dos Festivais, onde os bebés e crianças podem ficar ao cuidado do educadores (em língua francesa e inglesa), existe ainda uma agência de baby-sitting especializada neste tipo de serviço, e ainda uma outra creche numa outra área dos festival, a Village Internacional.

A acreditação dos bebés dá mesmo direito um cartão e custa cerca de 50 euros pela duração do festival, com horários que incluem todo o dia (das 9h às 18h30). Para o ano, o meu filhote regressa a Cannes onde já foi feliz com seis meses, mas ainda essas benesses.

Amanhã volta tudo ao normal, com um elenco de luxo à conquista da Palma de Ouro deste ano, muitos deles já anteriormente premiados, como Ken Loach (Sorry We Missed You), Terrence Malick (A Hidden Life), Jean-Pierre e Luc Dardenne (Le Jeune Ahmed), Quentin Tarantino (Onde Upon a Time in Hollywood) ou Abdellatif Kechiche (Mektoub My Love: Intermezzo). Para além deste pesos pesados, a tremenda Seleção Oficial deste ano conta ainda com Kléber Mendonça Filho (Bacurau), Pedro Almodóvar (Dolor y Glória), Xavier Dolan (Matthias et Maxime) Marco Bellocchio (Il Traditore) ou Elia Suleiman (It Must Be Heaven).

Seguramente, uma tarefa tão complexa quanto excitante para o júri presidido pelo mexicano Alejandro Iñárritu, e devidamente acompanhado por distintos cineastas, como Kelly Reichard, Alice Rohrwacher, Robin Campillo, Yorgos Lanthimos, Pawel Pawlikowski, para além das atrizes, Elle Fanning e Maimouna N’Diaye e o autor de bandas desenhadas Enki Bilal. Agora venham os filmes. E a presença portuguesa bem composta em curtas – Cristèle Alves Meira (Invisível Herói) e Sofia Bost (Dia de Festa), marcam presença na Semana da Crítica, ao passo que Gabriel Abrantes, que o ano passado vencera a competiçao precisamente da Semada da Crítica, com Diuamantino, regressa a Cannes, mas desta vez na Quinzena dos Realizadores (Les Extraordinaires Mésaventures de la Jeune Fille de Pierre).

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments