Julho 19, 2018

Cinco mulheres acusam James Franco de conduta sexual inapropriada

Cinco mulheres terão acusado o ator e realizador James Franco de conduta sexual inapropriada. As alegações vêm reportadas no Los Angeles Times, e dão conta de ex-edtudantes da escola de atores de Franco, Studio 4, em Nova Iorque, se queixarem de comportamento indecoroso por parte do ator e realizador de Um Desastre de Artista, vencedor do Globo de Ouro para a Melhor Comédia.

Duas delas, Violet Paley e Sarah Tither-Kaplan mostraram o seu desagrado via Twitter diante a noite dos Globos em particular por Franco usar o pin Times’s Up, uma campanha de combate contra o abuso sexual. Algo que levou mesmo o ator a negar tais rumores durante a entrevista ao apresentador do The Late Show  Stephen Colbert.

Tither-Kaplan que entrou mesmo em vários filmes com James Franco terá acusado o ator, na entrevista ao LATimes, de “abuso de poder” durante as filmagens, alegando em particular que numa cena de sexo ele terá removido a proteção de plástico enquanto simulava sexo oral com ela.

Já Hilary Dusome, uma outra estudante, queixou-se de “atmosfera pouco profissional e hostil” numa cena filmada num clube de striptease ao recusar-se a tirar a t-shirt. Uma queixa que foi seguida por outras duas atrizes. A mesma fonte refere anda a queixa de jovem Paley, ex-namorada de Franco, argumentando que o ano passado o ator a forçou a fazer sexo oral.

Diante estas acusações, o advogado de James Franco direcionou essas reclamações para os comentário que o ator fizera na entrevista do Late Show, em que diz “as coisas que ouvi que estavam no Twitter não são rigorosas”.

 

Sobre Paulo Portugal 640 artigos
Insider Cinema, festivais, entrevistas e críticas. E algo mais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Google Analytics