Setembro 20, 2018

Cate Blanchett será a Presidente do Júri do Festival de Cannes

A atriz australiana irá entregar a Palma de Ouro no Festival de Cannes que decorre de 8 a 19 de maio

Cate Blanchett será a próxima Presidente do Júri do Festival de Cannes, acaba de anunciar o gabinete de comunicação do certame. Cate sucede assim a Pedro Almodóvar que atribuiu a Palma de Ouro a O Quadrado, do sueco Ruben Ostlund. Sucede também a Jane Campion, como a última presidente do júri, em 2014, precisamente no ano em que Blanchett ganhou o seu Óscar de Melhor Atriz, em Blue Jasmin, de Woody Allen, ela que já havia ganho na categoria secundária em O Aviador (2004), ao serviço de Martin Scorsese.

“Há vários anos que venho a Cannes como atriz, produtora, para sessões de gala e para as sessões de Competição, e mesmo para o Mercado”, referiu, “mas nunca vim pelo simples prazer de desfrutar da abundância de filmes que tem este festival.”

O Presidente do Festival, Pierre Lescure, e o Delegado Geral, Thierry Frémaux, também já declararam estar “muito satisfeitos de acolher uma artista rara e singular”, acrescentando ainda que “será uma Presidente empenhada, uma mulher apaixonada e uma espetadora generosa.”

Cate Blanchett dispensa apresentações, já que é uma das atrizes mais consensuais dos últimos tempos e ainda Embaixadora da Boa Vontade para o Alto Comissariado para os Refugiados da ONU.

Capaz de brilhar tanto em produções de grande orçamento como em filmes independentes, deixa impressa a sua imagem em cada trabalho. Talvez por isso, seja desejada por todos os cineastas. Seja Peter Jackson (trilogia O Senhor dos Anéis), David Fincher (O Estranho caso de Benjamin Button), Alejandro González Iñárritu (Babel), Wes Anderson (Um Peixe Fora de Água), Steven Soderbergh (O Bom Alemão), Jim Jarmush (Café e Cigarros), Terrence Malick (O Cavaleiro de Copas), entre tantos outros.

Ainda recentemente foi nomeada a novo Óscar pela magnífica prestação em Carol, de Todd Haynes, um dos favoritos da Seleção Oficial de Cannes, em 2016. Vimo-la ainda em na superprodução da Marvel Thor : Ragnarok e, já este ano, em Where’d you go Bernadette, de Richard Linklater, bem como The House With a Clock in its Walls, de Eli Roth. E, claro, esperamos vê-la em Ocean’s 8, a versão no feminino da franchise originada por Steven Soderbergh. E como a estreia americana está prevista para junho, não admira que o filme seja igualmente exibido em Cannes. Ora aí está um belo filme de abertura?

Sobre Paulo Portugal 666 artigos
Insider Cinema, festivais, entrevistas e críticas. E algo mais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Google Analytics