Fevereiro 16, 2019

Locarno: Cristina Hanes vence o Pardino D’Oro na secção Pardi de Domani

Cristina Hanes, prémio Pardi de Domani

A força do cinema português nos prémios de Locarno

Terminou Locarno 70, com o respetivo Leopardo de Ouro, o principal prémio do certame, a ser entregue a Mrs, Fangdo chinês Wang Bing. Assim foi a decisão do júri internacional presidido pelos cineastas Olivier Assayas, Miguel Gomes e Jean-Stéphane Bron, o produtor Christos Konstantakopoulos e a actriz Birgit Minichmayr. A francesa Isabelle Huppert venceria a interpretação feminina, em Mrs. Hyde, de Serge Bozon, ao passo que o dinamarquês Elliot Crosset Hove, receberia o prémio masculino por Winter Brothers, de Hlunur Palmason.

Destaque ainda para o prémio do júri para a produção brasileira As Boas Maneiras, da dupla Juliana Rojas e Marco Dutra, que deixara logo no início do festival uma muito boa impressão. E que contou também com a excelente fotografia do português Rui Poças.

No entanto, um dos prémios mais saborosos foi para o documentário António e Catarina, que a romena Cristina Hanes filmou em Portugal, um brilhante retrato documental sobre um marialva lisboeta (leia aqui a nossa entrevista), justamente vencedor do prémio principal dos Pardi de Domani, uma secção que privilegia o trabalho de jovens realizadores independentes, em curtas e médias metragens, que ainda não lançaram o seu primeiro filme.

De resto, Portugal esteve uma vez mais em cheio em Locarno, um festival de tradicionalmente gosta do nosso cinema. Assim, o prémio de realização para o francês F.J. Ossang, em 9 Doigts, acaba por contemplar também a co-produção portuguesa de O Som e a Fúria. Milla, de Valerie Massadian, uma outra co-produção franco-portuguesa, da Terratrema, desta feira na secção Cineastas do Presente, venceu o respetivo prémio especial do júri. A menção especial para Verão Danado, na estreia de Pedro Cabeleira (leia aqui a nossa entrevista), é uma boa recompensa para o ótimo trabalho que revela um olhar promissor.

Ainda a referir uma nova co-produção com Portugal, desta feita, em Era Uma Vez Brasilia, de Adirley Queirós, também com produção da Terratreme.

 

Competição Internacional

Leopardo de Ouro

MRS. FANG de WANG Bing (França, China, Alemanha)

Prémio Especial do Júri

AS BOAS MANEIRAS de Juliana Rojas, Marco Dutra (Brasil, França)

Melhor Realização

F. J. OSSANG para 9 DOIGTS (France, Portugal)

Melhor interpretação feminina

Isabelle Huppert por MADAME HYDE de Serge Bozon (França, Bélgica)

Melhor interpretação Masculina

ELLIOTT CROSSET HOVE por VINTERBRØDRE de Hlynur Pálmason (Dinamarca, Islândia)

 

Competição Cineastas do Presente 

Leopardo de Ouro

3/4 de Ilian Metev (Bulgária, Alemanha)

Prémio Especial do Júri 

MILLA de Valerie Massadian (França Portugal)

Prémio do Melhor realizador Emergente 
KIM DAE-HWAN por CHO-HAENG (The First Lap) (Coreia do Sul)

Menção Especial

DISTANT CONSTELLATION de Shevaun Mizrahi (EUA, Turquia, Holanda)

VERÃO DANADO de Pedro Cabeleira (Portugal)

 

Signs of Life

Signs of Life Award electronic-art.foundation para Melhor Filme

COCOTE de Nelson Carlo De Los Santos Arias (República Dominicana, Alemanha, Catar)

Fundación Casa Wabi – Prémio Mantarraya

DANE KOMLJEN por PHANTASIESÄTZE (Alemanha, Dinamarca)

Menção especial

ERA UMA VEZ BRASÍLIA de Adirley Queirós (Brasil, Portugal)

Primeira Obra

Prémio Swatch First Feature (prémio para Melhor Filme)
SASHISHI DEDA (Scary Mother) de Ana Urushadze (Geórgia, Estland)

Swatch Art Peace Hotel Award
METEORLAR (Meteors) de Gürcan Keltek (Holanda, Turquia)

Menção Especial

DENE WOS GUET GEIT (Those Who Are Fine) de Cyril Schäublin (Suíça)

 

Pardi di domani

Competição Internacional
Leopardo de Ouro para a Melhor Curta Metragem

ANTÓNIO E CATARINA de Cristina Hanes (Portugal)

Leopardo de Prata 

SHMAMA de Miki Polonski (Israel)

Locarno Nomeação para os Prémios do Cinema Eurpeu – Premio Pianifica

JEUNES HOMMES À LA FENÊTRE de Loukianos Moshonas (França)

KAPITALISTIS de Pablo Muñoz Gomez (Bélgica,França)

Menção Especial

ARMAGEDDON 2 de Corey Hughes (Cuba)

Prémio do Público

DREI ZINNEN de Jan Zabeil (Alemanha, Itália)

Sobre Paulo Portugal 722 artigos
Insider Cinema, festivais, entrevistas e críticas. E algo mais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Google Analytics