Outubro 29, 2020

All Eyez On Me: o filme é bom, a adaptação poderia ser melhor

Demetrius Shipp Jr., é Tupac, em All Eyez On Me

Se ainda vivo Tupac Shakur despertava interesses na sua vida pessoal, depois da sua morte não foi diferente. Várias pessoas, com fontes diferentes, quiseram contar a sua história. A verdade é que Shakur viveu de forma tão polémica e marcante, que era quase impossível passar ao lado de um filme. All Eyez On Me é uma das tentativas de contar a história do rapper mais famoso do mundo.

A história tenta apanhar um pouco de cada fase da vida de Tupac Shakur. Desde a sua infância em Nova Iorque, a sua mudança para a Califórnia, até a sua morte em Las Vegas. Parece nada que falta.

Do início ao final, o filma parece fazer justiça a Tupac. O argumento respeita as necessidades do filme, dando tempo de ecrã de acordo com a importância a cada fase da vida do artista. Esta biografia ficcionada é apresentada da forma mais limpa possível, o que não limita o público do filme aos fãs – embora seja justo considerar que o público alvo são, justamente, as pessoas que conhecem o trabalho de Tupac.

O realizador Benny Boom faz um ótimo trabalho, embora o bom resultado seja algo previsível, tendo em conta a sua experiência no meio musical, o que não o impediu de concretizar um filme digno. Desde logo com a presença forte de Demetrius Shipp Jr., não só pela sua semelhança assustadora com Tupac, mas também pela sua acertada performance.

O filme inteiro caminha no melhor sentido. O argumento bem equilibrado e justo; a fotografia é ótima e caracteriza a história ainda mais; o elenco insubstituível; e os diálogos bem construídos, com direito a toda caracterização possível – noutras palavras, gírias.

Apesar de tudo, ainda fica no ar a interrogação, se o filme é ou não é uma boa adaptação; infelizmente é o tipo de pergunta a que não vamos obter resposta. Enquanto ficção, cumpre o que propõe; já como adaptação, corre o risco de assumir certos factos duvidosos como verdadeiros… Sobretudo pelas diversas e controversas versões sobre a vida de Tupac Shakur.

  • Classificação

Um resumo

Fica no ar a interrogação, se o filme é ou não é uma boa adaptação. E infelizmente é o tipo de pergunta de que não vamos obter resposta.

Sobre Ana de Oliveira 36 artigos
Escritora, poeta, jornalista e mais uma data de coisas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Google Analytics