Agosto 21, 2019
insider

Netflix estreia com críticas e vaias no Festival de Cannes

A primeira participação da Netflix no Festival de Cannes foi conturbada, com direito a vaias e a duras críticas de nomes importantes do cinema, incluindo o realizador Pedro Almodóvar, integrante do júri. O motivo deveu-se ao facto de a produtora exibir os seus filmes apenas na plataforma de streaming, que nunca chegam às salas de cinema.

De acordo com Tatiana Siegel, jornalista do site The Hollywood Reporter, o filme Okja, do sul coreano Boon Joo-Ho, foi vaiado nos primeiros minutos da sua estreia, nos créditos iniciais, ao surgir o nome da produtora no ecrã. Além disso, a sua exibição foi interrompida devido a problemas na projeção, atraindo mais vaias. O filme só foi reprojetado 10 minutos depois.

A organização do evento desculpou-se através de um comunicado, ao dizer que o erro foi de única responsabilidade da equipa técnica do festival. A Netflix, defendendo-se, deixou claro que Okja não era um filme para ser exibido no grande ecrã.

O problema com a produtora de streaming em Cannes não é recente. Uma semana antes do início do festival, a organização decidiu implementar uma medida que visa assegurar que os filmes competidores sejam distribuídos nas salas de cinema em França. Diante as críticas na estreia, a organização reforçou esta medida ao emitir um comunicado sobre uma nova regra. De 2018 em diante, o festival só aceitará os filmes que serão exibidos nos cinemas.

Realizado por Boon Joo-Ho, o filme Okja, com Jake Gyllenhaal e Tilda Swinton no elenco, estreia a dia 28 de junho, na plataforma da Netflix.

 

 

 

 

Sobre Paulo Portugal 777 artigos
Insider Cinema, festivais, entrevistas e críticas. E algo mais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Google Analytics