Agosto 23, 2019
insider

Os eleitos para a Palma de Ouro

 

Chegaram os autores! Dardenne, Mungiu, Mendoza, Dolan… E Kléber Mendonça Filho a meter a língua portuguesa na competição para a Palma de Ouro. Quem irá vencer? O mais novato, Xavier Dolan a prenunciar Juste La Fin de Monde, ou Mungiu a reincidir na Palma de Ouro com Baccalaureat? No dia 22 saberemos,até lá iremos desfrutar os filmes e acompanhar o festival de perto. 

 Et voila, aqui estão os eleitos divulgados esta quinta-feira pelo presidente do festival Pierre Lescure, e pelo diretor artístico, Thierry Frémaux, com a ambição de ganhar a Palma de Ouro do Festival de Cannes, que decorre de 11 a 22 de maio na famosa estância balnear mediterrânea. Foram igualmente divulgados os restantes filmes da seção paralela, Un Certain Regard, fora de competição e sessões especiais. Woody Allen abrirá o festival sendo que o premiado com a Palma de Ouro fechará a cortina, ou seja, não haverá teremos um filme escolhido para encerrar o festival. 

A primeira evidência é de que se trata de uma edição fortíssima, já que faz alinhar os novos filmes de um lote muito significativo de autores,  como os Jean-Pierre e Luc Dardenne, bem como Cristian Mungiu, ambos já vencedores da Palma de Ouro, bem como Pedro Almodóvar, Ken Loach, Bruno Dumont, Park Chan Wook, Brillante Mendoza ou Paul Verhoeven, isto naturalmente sem esquecer a nova geração bem representada pelo canadiano Xavier Dolan, a francesa Nicole Garcia, a britânica Andrea Arnold ou o americano Jeff Nichols, todos já repetentes em Cannes. No fundo, o que se nota é em grande parte a confirmação dos rumores ventilados há alguns dias atrás.

Realizadores estreantes em Cannes sé mesmo o brasileiro Kléber Mendonça Filho, apesar de conhecer bem o festival, embora como crítico de cinema, e a alemã Maren Ade, a preencher o lugar da terceira realizadora na secção oficial. Claro, teremos também Spielberg, George Clooney, Jodie Foster, a representar a elite de Hollywood. E Woody Allen, claro. A passadeira vermelha já garantiu a sua cobertura mediática.

Mesmo sem a presença de cineastas portugueses, o brasileiro Kéber Mendonça Filho é talvez a maior surpresa dos candidatos à Palma de Ouro. Não deixa de ser um feito notável tendo em conta que se trata apenas da sua segunda longa-metragem, três anos depois do sucesso de O Som ao Redor.

Seguramente, uma tarefa dificultada, ainda que seguramente fascinante, para o júri presidido por George Miller, realizador de Mad Max 3. Agora venham os filmes, venham as Palmas. 

 Filme de Abertura

Café Society, de Woody Allen

 Competição

 Acquarius, de Kleber Mendonça Filho

American Honey, de Andrea Arnold

Baccalaureat, de Cristian Mungiu

Elle, de Paul Verhoeven

Mal de Pierres, de Nicole Garcia

The Handmaiden, de Park Chan-wook

I, Daniel Blake, de Ken Loach

Juste la Fin du Monde, de Xavier Dolan

Julieta, de Pedro Almodovar

The Last Face, de Sean Penn

Loving, de Jeff Nichols

Ma’ Rosa, de Brillante Mendoza

The Neon Demon, de Nicolas Winding Refn

Paterson, de Jim Jarmusch

Personal Shopper, de Olivier Assayas

Sieranevada, de Cristi Puiu

Ma Loute, de Bruno Dumont

Rester Vertical, de Alain Guiraudie

Toni Erdmann, de Maren Ade

La Fille Inconue, de Jean-Pierre e Luc Dardenne

Fora de Competição

The BFG, de Steven Spielberg

Goksung, de Na Hong-jin

Money Monster, de Jodie Foster

Nice Guys, de Shane Black

Un Certain Regard

After the Storm, de Hirokazu Kore-eda.

Apprentice, de Boo Junfeng.

Beyond the Mountains and Hills, de Eran Kolirin

Captain Fantastic, de Matt Ross.

Clash, de Mohmaed Diab.

The Dancer, de Stephanie Di Giusto.

The Disciple, de Kirill Serebrennikov.

Dogs, de Bogdan Mirica.

The Happiest Day in the Life of Olli Maki, de Juho Kuosmanen.

Harmonium, de Fukada Koji.

Inversion, de Behnam Behzadi.

The Long Night of Francisco Sanctis, de Andrea Testa.

Pericles the Black Man, de Stefano Mordini.

Personal Affairs, de Maha Haj.

The Red Turtle, de Michael Dudok de Wit.

The Transfiguration, de Michael O’Shea.

Voir du Pays, de Delphine Coulin, Muriel Coulin

Sessões da Meia-Noite

Gimme Danger, de Jim Jarmusch.

Train to Busan, de Yeon Sang-ho

Sessões Especiais

Le Cancre, de Paul Vecchiali.

Exil, de Rithy Panh.

A Chad Tragedy, de Mahamat-Saleh Haroun.

The Last Beach, de Thanos Anastopoulos, Davide Del Degan.

Last Days of Louis XIV, de Albert Serra.

Sobre Paulo Portugal 777 artigos
Insider Cinema, festivais, entrevistas e críticas. E algo mais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Google Analytics